Denúncia: mulher teria inventado falsa gravidez para obter vantagens, em Quirinópolis

Compartilhe...
O quirinopolino é um povo bastante solidário e que sempre contribui em campanhas, muitas vezes, estendendo a mão ao próximo, de forma anônima.
Recentemente, circulou pelas redes sociais, informação de que uma mulher teria usado de uma falsa gravidez para obter alguns benefícios. Afirmando estar grávida, ele fez alguns pedidos e conseguiu doações na cidade. Entretanto, algumas pessoas que contribuíram, afirmam ter descoberto depois, de que a gravidez não existiu.
Na semana passada, a mulher disse ter sido atendida no hospital municipal. Ela divulgou que estava grávida de quase 9 meses e que perdeu o bebê, alegando que o hospital havia feito uma curetagem. As alegações da mulher chamaram a atenção, pois, em se tratando de um período gestacional já longo (quase 9 meses), o correto seria uma cesariana e o feto deveria ter sido entregue à mãe, para o devido sepultamento, o que ela afirma não ter ocorrido.
Algumas pessoas entraram em contato com o nosso departamento de jornalismo, a fim de relatar sobre a situação. A paciente teria sido atendida no hospital municipal, mas, devido a uma enfermidade e não a uma gravidez, segundo os relatos.
Ciente do fato, entramos em contato com o hospital municipal, a fim de obter informação sobre o atendimento prestado à paciente. O hospital nos orientou para que procurássemos o setor de comunicação da prefeitura. A SECOM, por sua vez, disse que estará se pronunciando através de uma nota oficial, que ainda não foi divulgada.
(Imagem ilustrativa – Reprodução internet)
Fonte: https://www.facebook.com/nossatvnet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *