Aves encontradas mortas no Parque da Liberdade foram vítimas de botulismo, mostram exames

Compartilhe...

Ficaram prontos, na semana passada, os exames sobre a mortandade de alguns patos e marrecos, em outubro, no Parque da Liberdade, em Quirinópolis. De acordo com o superintendente municipal de vigilância sanitária, Márcio de Oliveira, as mortes foram causadas por botulismo, uma doença observada na maioria das espécies avícolas, causada pela ação de uma potente toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Os exames foram feitos pela Universidade Federal de Goiás (UFG), para onde foram encaminhadas as aves, além de amostras da água do lago do Parque e ração encontrada no local. A médica veterinária Alexia Geovanna Freitas Oliveira, pede para que a população não jogue alimentos no lago, nem animais mortos ou qualquer outro tipo de lixo. A bactéria ainda está presente no ambiente, por isso, a médica veterinária pediu para que as pessoas não façam uso da água, nem tomem banho no local. Outra orientação é para que não se consuma peixes fisgados no Parque da Liberdade.(Foto: reprodução/ internet)

FONTE: https://www.facebook.com/nossatvnet/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *