Moradores dos bairros Viena e Atenas se reuniram com vereadores e prefeito para reivindicar liberação da rede de esgoto.Redes estão prontas, mas falta construir elevatória até a estação de tratamento

Compartilhe...

A falta de coleta de esgoto sanitário nos Bairros Viena e Residencial Atenas, em Quirinópolis, obriga os moradores dos dois setores a recorrer às antigas fossas. E não era pra ser assim, uma vez que consta nos contratos de venda dos terrenos, que toda a infraestrutura seria construída. Mas, os anos se passaram e o problema virou uma triste é fétida rotina. As redes de esgoto dos dois setores estão prontas há muito tempo, mas, não estão liberadas para uso, uma vez que é necessário a construção de uma elevatória, para conduzir o esgoto até a estação de tratamento. Como alguns moradores usam as redes, as quais não tem saída, o esgoto acaba vazando e escorrendo pelas ruas. “A gente vê crianças correndo no meio do esgoto, que corre a céu aberto. Isso é um absurdo. A gente pagou por algo que a gente não recebeu”, desabafou um morador. Além dos moradores, centenas de famílias aguardam a liberação da rede de esgoto para construir suas casas nos bairros Viena e Residencial Atenas. Na manhã de hoje (10/ Fevereiro/ 2022), moradores e proprietários de terrenos nos dois bairros se reuniram na Câmara Municipal, com parte dos vereadores e com o prefeito Anderson de Paula. O gerente do escritório local da SANEAGO, Hugo Maciel, também estava presente e usou a palavra, quando questionado acerca da responsabilidade da empresa de saneamento. Ele explicou que os bairros Viena e Atenas são empreendimentos particulares e, que a SANEAGO só passa a ter responsabilidade sobre os serviços de saneamento, depois que a incorporadora conclui toda a infraestrutura e repassa à SANEAGO, o que segundo ele ainda não aconteceu. Falando em nome dos proprietários de imóveis nos bairros Viena e Atenas, Cristiano Gualberto, apresentou durante a reunião, um panfleto distribuído pela empresa responsável pela venda dos terrenos, onde consta que toda a infraestrutura seria confeccionada. Além do material gráfico, os contratos assinados também rezam sobre essas benfeitorias. Durante a reunião, foi sugerida a criação de uma associação e também que seja proposta uma ação conjunta na justiça. Com a ação, se espera conseguir a suspensão do pagamento das mensalidades, até que a empresa cumpra com tudo que consta nos contratos. A coordenadora do PROCON municipal, Deuseny Ferreira, disse que o órgão está com ações acerca dos valores de mensalidades de terrenos de alguns setores da cidade, o que tem beneficiado centenas de famílias. Na reunião desta quinta-feira (10), o prefeito Anderson de Paula (PDT) disse que os loteamentos Viena e Atenas foram liberados indevidamente em gestões anteriores, mas, que está trabalhando para solucionar o problema. Ele afirmou que em sua gestão, esse tipo de problema não acontecerá, mas, deu a entender que a prefeitura não irá questionar judicialmente, a empresa responsável pela venda dos terrenos. Milhares de lotes, em outros setores da cidade, aguardam para serem comercializados, mas, a venda não está permitida justamente pela falta d’água. Embora a SANEAGO tenha afirmado, por algumas vezes, que tem R$ 110 milhões para fazer investimentos em Quirinópolis, pouco mais de R$ 2 milhões foram investidos nesses últimos anos, o que fica longe de sanar os problemas existentes.O contrato entre SANEAGO e prefeitura está vencido desde 2016. Em 2020, o município chegou a assumir os serviços e repassá-los a uma empresa terceirizada, mas, logo a SANEAGO voltou a gerir sobre os serviços, por ordem da justiça. Um processo licitatório, através do qual se conheceria a nova titular dos serviços de saneamento básico, que estava em tramitação, foi cancelado pela prefeitura, em 2021.

FONTE: https://www.facebook.com/nossatvnet/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *